Skip to main content (Press Enter)
 

O Museu de Auckland cria um oceano imersivo virtual com projetores VPL-SW535C

Uma exibição cativante no Museu Memorial da Guerra de Auckland depende de quatro projetores VPL-SW535C de projeção curta – e algumas técnicas visuais de última geração – proporcionando uma nova perspectiva emocionante do mundo natural.

O Museu de Auckland cria um oceano imersivo virtual com projetores VPL-SW535C

O Museu mapeia paisagens marítimas com projetores da Sony

A 'Moana - My Ocean' é uma exibição no Museu Memorial da Guerra de Auckland que aplica técnicas visuais de ponta para oferecer uma experiência virtual imersiva do mundo submarino.

Projetado para entreter diversos tipos de visitantes, a emocionante experiência em multimídia oferece a clareza e confiabilidade do nosso projetor VPL-SW535C para retratar a vida debaixo das ondas.

A 'Moana - My Ocean' leva os visitantes a uma jornada marinha através do Golfo de Hauraki na Nova Zelândia, onde as águas rasas e agradáveis são repletas de plâncton e outras vidas marinhas. Famosa pelas ‘borbulhas’, onde um grande cardume de peixes é acuado próximo a superfície pelos predadores, fazendo com que a superfície borbulhe enquanto os peixes tentam escapar.

Inteligência submarina

Recriar um fenômeno natural apresentou um desafio para a equipe de design do museu, que rejeitou abordagens convencionais como esculturas a favor de uma proposta de tirar o fôlego oferecida pela agência criativa Rawstorne Studio de Auckland. A filmagem convencional foi substituída por Inteligência Artificial (IA), para modelar o comportamento dos peixes quando estiverem diante de um predador.

“Aproximadamente 7.000 peixes virtuais foram criados individualmente no computador e animados na tela", explica Robin Rawstorne, diretor criativo. “Eles nadam, formam cardumes e reagem uns aos outros neste oceano virtual da mesma forma que seria na vida real".

Quatro projetores proporcionam uma imagem harmoniosa de 270°

A Rawstorne Studio se juntou com a empresa de criação Pleasure Kraft para ajudar a proporcionar um ambiente de audiência - uma projeção animada de 270° que recria a experiência de estar exatamente dentro das borbulhas.

Isso exigiu quatro projetores, ajustados dentro suportes com 6 m de espaço do visor. Imagens dos quatro projetores foram espaçadas em aproximadamente 65° de forma harmoniosa para criar uma imagem super grande. A projeção curta foi vital para garantir que os visitantes não interfiram na projeção enquanto andam pelo espaço.

Após uma competitiva filmagem, o museu decidiu por quatro projetores VPL-SW535C da Sony, oferecendo resolução WXGA e com 3.000 lumens cada um. O tempo de vida das lâmpadas foi também um fator crucial na decisão, e com 6.000 horas sem necessidade de manutenção. Todos os quatro projetores foram montados em um suporte circular personalizado acima da tela de 2,5m de altura, construído com UMA solda especial integrado a uma superfície de projeção em PVC para preservar cada pixel de resolução para uma imagem harmoniosa.

Saiba mais sobre os projetores de projeção curta e ultra-curta